Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
análises
Whispers of a Machine

Whispers of a Machine

Apontámos e clicámos através de uma distopia com homicídios misteriosos.

Whispers of a Machine é um daquele jogos que não sabíamos que queríamos jogar, até o começarmos. É um jogo que tenta recriar a experiência clássica das antigas aventuras de "aponta e clica", produzido numa parceria entre Clifftop Games e Faravid Interactive. Podem contar com grande foco na narrativa, arte pixelizada, e mecânicas semelhantes a lembrar jogos mais antigos.

A premissa do jogo deixou-nos cautelosamente otimistas com o que íamos encontrar em Whispers of a Machine. Segundo os próprios produtores, é um aventura "Noir Nórdica", um thriller de mistério e homicídio passado numa versão futurista e dispótica da Suécia. Depois de o jogarmos, achamos que o termo "noir" talvez seja algo inadequado para o estilo e o cenário que vão encontrar, mas isso não nega o facto de que Whispers of a Machine tem um mundo interessante com vários locais exóticos para explorar.

Esta distopia escandinava que podem experienciar e explorar é baseada numa era em que a civilização decidiu abandonar a tecnologia muito avançada, com receio dos possíveis avanços da inteligência artificial. Por outras palavras, tudo o que tenha um processador minimamente razoável, foi banido da civilização. É neste contexto que vão encontrar Vera, num campo rural da Suécia, uma agente enviada para investigar um misterioso homicídio na aldeia pacada de Nordsund. Vão rapidamente perceber que é um caso difícil de resolver, e para descobrirem o que aconteceu, terão de colocar a vossa melhor lógica em andamento.

A nível mecânico, Whispers of a Machine é exatamente o que esperávamos. Apontam e clicam para onde querem que Vera se mova, com itens que deva interagir, e com personagens com quem deva conversar. Podem examinar itens, misturá-los no inventário, e usá-los para desbloquear um puzzle ou uma secção. Nada de inovador neste aspeto, mas o jogo tem alguns ases nas mangas, como as habilidades especiais da própria Vera. Como agente, Vera, foi melhorada com nano-máquinas, o que lhe confere capacidades acima das do comum humano. Vera podem ativar super-força durante alguns segundos, e tem acesso a uma visão especial, permitindo-lhe identificar ADN e pegadas, por exemplo.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Estes não são os únicos melhoramentos de Vera, e ao longo do jogo terão a oportunidade de explorar uma série de soluções divertidas e escolhas de diálogo, possíveis pela perceção especial de Vera. As decisões que tomam, contudo, também vão determinar algumas das capacidades que podem ter. Se Vera por empática, podem ganhar uma habilidade que lhe permite apagar uma pequena porção da memória de um alvo. Isto é útil para acalmar uma testemunha, por exemplo, permitindo recolher informações mais precisas. A perspetiva de poder explorar diferentes escolhas e habilidades, é algo que acrescenta algum valor de repetição a Whispers of a Machine.

Parte da experiência é também formada por puzzles, que não tendem a ser muito abstratos. Por norma, os puzzles pareceram-nos sempre lógicos, e conseguimos sempre resolvê-los sem recorrer a ajudas exteriores. Não confundam este design com facilidade, porque vão ter de trabalhar para resolver alguns destes puzzles. Precisámos de ir rever notas e olhar para textos para ultrapassar alguns destes desafios, e depois disso, sim, encontrámos a sua lógica, o que tornou a sua resolução mais satisfatória.

Whispers of a Machine é um jogo adorável, bem adaptado a plataformas móveis, mas tem alguns defeitos que devem ser mencionados. O jogo está bastante compacto em ecrãs mais pequenos, o que nos levou a pressionar no ícone errado em várias situações. Também nos parece que o jogo teria beneficiado de mais algumas horas de jogabilidade, enquanto que a história em si pode ser um pouco previsível. Ainda assim, gostaríamos de ter tido mais tempo para conhecer melhor Vera e este mundo fantástico.

Ainda que tenha estas falhas, Whispers of a Machine foi uma boa surpresa, que nos agarrou de princípio ao fim. Quando acabou, como já referimos, queríamos ter continuado a jogar. É uma aventura clássica, com puzzles lógicos, boas interpretações dos atores, e uma dose generosa de nostalgia. Se são fãs do género aponta e clica, e de mistérios, é um jogo que recomendamos vivamente.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
Whispers of a MachineWhispers of a Machine
Whispers of a MachineWhispers of a Machine
08 Gamereactor Portugal
8 / 10
+
Design geralmente positivo. Puzzles desafiantes. Boas interpretações dos atores.
-
Mais pequeno do que devia. Interface confusa.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte