Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
antevisões
The Witcher 3: Wild Hunt

The Witcher 3: Hearts of Stone

Para quem acha que Witcher 3 ainda precisava de mais horas de jogo.

Existem muitos jogos no mercado que podem ser comprados por € 69.99, e que não oferecem nem sequer perto do número de horas de jogo que estão a ser prometidas para Hearts of Stone, a primeira expansão a pagar de The Witcher 3: Wild Hunt. Não são só as horas de jogo que contam, claro, também é importante garantir a qualidade, mas a CD Projekt Red já tem provas dadas nesse departamento, e parece querer continuar no mesmo registo.

Tivemos recentemente a oportunidade de visitar a Bandai Namco, distribuidora do jogo, nos seus escritórios em Londres, onde nos foi permitindo experimentar a primeira expansão de The Witcher 3 antes do seu lançamento dentro de poucas semanas. Matámos uma espécie de sapo gigante, conhecemos um grupo de personagens de caráter duvidosos, e fomos carregados dentro de uma jaula. Tudo numa hora de jogo. Pela amostra que tivemos, a CD Projekt Red não pretende reaproveitar conteúdo de Wild Hunt, mas antes contar uma nova história e apresentar mais uma aventura na vida de Geralt.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Não precisam necessariamente de ter terminado a história de Wild Hunt para começarem a jogar Hearts of Stone. Só necessitam de ter uma personagem com pelo menos nível 30 para começarem a nova aventura com o 'vosso' Geralt. Mesmo que não tenham uma personagem com esse nível ou superior, podem começar com uma versão predefinida, equipada com alguns pontos para distribuírem e alguma armadura básica.

The Wild Hunt é um jogo massivo, a rebentar de muito e bom conteúdo. Até os DLC gratuitos que a CD Projekt Red disponibilizou nas semanas a seguir ao lançamento incluíam novas missões e aventuras. Hearts of Stone, contudo, será algo diferente do que vimos nesses DLC. Algo maior, pelo menos ao nível de conteúdo. Não devem no entanto contar com muitas mudanças significativas em termos de estrutura e mecânicas de jogo. Existem missões, localizações, objetivos secundários, monstros e personagens novas em Hearts of Stone, mas quase tudo construído nas bases que formaram o jogo original.

Durante a demonstração tivemos a oportunidade de enfrentar um enorme "príncipe encantado", na forma de um sapo massivo. Sua 'majestade' cuspia veneno, chicoteava com a sua língua afiada, e saltava com ferocidade, causado um impacto tremendo no solo. Já não jogávamos Witcher 3 há algum tempo, e isso notou-se na nossa prestação inicial. Já Geralt parece não ter mudado.

Com a mesma facilidade de sempre, Geralt lançou feitiços, cortou membros, desviou-se de ataques e respondeu de forma frontal. Vão conhecer algumas personagens novas, incluindo a possibilidade de um novo romance na vida de Geralt. Através desta hora de jogo percebemos que a CD Projekt Red continua a não comprometer a natureza dura do mundo de fantasia que criou para Witcher 3. Mais uma vez, as vossas decisões podem ter um impacto esmagador nas personagens à volta de Geralt.

Os Witcher são conhecidos por caçarem seres sobrenaturais, e Geralt não é exceção, mas desta vez o seu alvo é humano. Este novo inimigo, juntamente com o seu bando de criminosos, serão os adversários de Geralt em Hearts of Stone. A hora a que tivemos acesso fez um bom serviço ao preparar a base narrativa, mas estamos curiosos para ver o que mais reserva a história desta expansão. Durante a aventura também vão visitar algumas localizações conhecidas, mas vão apreciá-las numa perspetiva fresca.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Uma das novidades que merecem ser destacadas são as Runewords, que são criadas ao combinarem Glyphs. Desta forma conseguem garantir atributos extra que serão essenciais para o sucesso na nova aventura. Estes atributos podem oferecer maiores resistências a vários tipos de ataque, ou reforçar características de combate de Geralt. Considerando que o novo conteúdo foi desenhado para jogadores de nível alto, vão precisar de toda a ajuda que conseguirem.

Os últimos meses foram propícios em jogos de grande qualidade gráfica, mas o mundo de The Witcher 3 continua a impressionar. O facto da demo estar a correr num mega-PC, ajuda certamente a essa impressão, mas também há que elogiar o trabalho do departamento de arte, a criatividade no design das criaturas e a excelência das animações.

The Witcher 3: Wild Hunt é um dos grandes jogos de 2015, um dos melhores RPG da nova geração, e a expansão Hearts of Stone parece fazer justiça a essa fama. A aventura completa de Geralt só será concluída com a segunda expansão, Blood & Wine (que promete ser ainda maior que esta), mas o que vimos de Hearts of Stone deixou excelente impressão.

Em baixo também podem ver uma entrevista, em inglês, sobre a expansão Hearts of Stone.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
The Witcher 3: Wild HuntThe Witcher 3: Wild Hunt
The Witcher 3: Wild HuntThe Witcher 3: Wild HuntThe Witcher 3: Wild HuntThe Witcher 3: Wild Hunt
The Witcher 3: Wild HuntThe Witcher 3: Wild HuntThe Witcher 3: Wild Hunt

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte