Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Gamereactor
análises
The Sims 4

The Sims 4

Vizinhos irritantes, problemas familiares e noites mal dormidas - conheçam o veredito do Gamereactor a The Sims 4.

HQ

Com cada capítulo novo de The Sims, a produtora Maxis tem tentado aproximar-se mais de um simulador bem-disposta e adorável da vida humana na sociedade atual. Por esse mesmo motivo, ao longo dos últimos meses foi criada uma grande expetativa em torno de The Sims 4, e agora que o jogo está finalmente disponível, podemos finalmente falar do seu real valor.

Como sempre, a simulação da vida humana e da sociedade moderna que The Sims tenta recriar é mais ligeira e bem disposta que a realidade. Isto significa que não terão de se preocupar com eventos normais na vida de cada pessoa, como o esquecimento de passwords para a conta de e-mail, o crescimento de fungos nos pés, ou jantares com conhecidos superficiais. Aliás, esqueçam isso. A última parte também está presente em The Sims 4. O nosso "sim" chama-se Simão Sedução (não é fantástico?) e é um tremendo mulherengo, o que acabou por resultar numa vida tripla bastante confusa. Com várias namoradas, duas crianças e longas noites no bar, ele normalmente acaba por dormir em soalhos de madeira com mau cheiro e tenta esconder as suas vidas alternativas de cada uma das suas famílias.

Com um registo criminoso que tenta deixar para trás, Simão tem o sonho de um dia subir ao palco e cantar para uma grande multidão. Ultimamente o seu pensamento também recai muito sobre a Nina Caliente, que vê a passar na rua. Se tudo correr bem, não deve demorar mais que um minuto (com a opção de avanço rápido) para a convencer a sair, e eventualmente começarmos mais uma família. De certa forma, o Simão é uma versão (muito) alternativa de nós próprios, um tipo de pessoa que nunca fomos e que nunca seremos. E é isso que The Sims 4 permite. Podem ser a pessoa que são normalmente, ou o completo oposto.

The Sims 4The Sims 4The Sims 4

Um dos pontos que mais gostamos do novo Sims é a interface, mais eficaz e visualmente apelativa. Construir casas e decorá-las é algo agora muito mais fácil. Tudo é muito simples e o jogo tem uma curva de aprendizagem eficaz. Podem mover paredes, quartos e objetos de forma intuitiva. Procurar por mobília nova é consideravelmente mais prático do que ir até ao IKEA, numa espécie de catálogo virtual. Outra novidade é que agora podem definir o tamanho dos objetos, incluindo para dimensões estupidamente reduzidas, o que nos causou algumas gargalhadas.

Pela primeira vez na série os sims podem participar em múltiplas tarefas ao mesmo tempo. Por exemplo, podem conversar enquanto estão a usar aparelhos no ginásio ou beber sumo enquanto estão na casa de banho a tratar de outros assuntos... um pouco nojento, mas é eficaz em termos de tempo. As interações entre as personagens também são mais vívidas que nunca, e as animações faciais e reações às conversas são fantásticas. Tudo isto podem parecer mudanças pouco significativas, mas melhoram genuinamente a experiência de jogo.

Uma das novidades mais debatidas foi o novo sistema de humor. Trata-se de uma interface que permite que os jogadores vejam os sentimentos dos Sims a qualquer momento, e isso determina o tipo de interações que terão ao vosso dispor em cada situação. Os sentimentos do sim são definidos pela forma como governam a sua vida. Um dos momentos mais marcantes da nossa personagem foi a morte da sua mãe, o que afetou consideravelmente o seu comportamento.

The Sims 4The Sims 4The Sims 4

Tudo o que referimos até agora são as melhores novidades e elementos, introduções que realmente melhoram a experiência de The Sims 4, mas infelizmente, também temos algumas coisas menos favoráveis para referir. Em muitos aspetos, The Sims 4 parece um regresso ao primeiro e segundo jogos da série - e não num bom sentido. O nosso maior problema é que o mundo relativamente aberto de The Sims 3 perdeu-se, sendo substituído por cenários mais restritos e ecrãs de carregamento frequentes. Querem ir até ao ginásio com um amigo de carro? Não podem, serão teletransportados automaticamente (depois de um ecrã de carregamento). Também não podem acompanhar o vosso sim para o trabalho, e em vez disso têm de esperar em casa como se fossem uma dona de casa clássica de outrora.

Eventualmente vão também perceber que existem várias paredes invisíveis no jogo, e que a cidade que veem ao fundo nunca é atingível. Os dois (pequenos) bairros em que podem viver ou visitar sabem francamente a pouco e a certo ponto começamos a sentirmo-nos como se a personagem de Jim Carrey em A Vida em Directo (The Truman Show). Mas há mais. O mapa 3D do terceiro jogo foi substituído por uma mapa 2D e agora já não podem mudar o terreno do jardim. São várias as mudanças para pior. Os adolescentes agora parecem pequenos adultos, já não existem doenças ou mortes aleatórias e muitas das profissões de The Sims 3 desapareceram. Ah e já não podem comprar piscinas ou serem convidados para as festas de outros Sims.

Agora também existem consideravelmente menos opções de personalização do sim e graficamente, o jogo não impressiona. Sim, as animações estão melhores, mas não é um melhoramento significativo para The Sims 3. Dito isto, os padrões de movimento dos sims estão melhores, mas ainda existem vários comportamentos bizarros.

The Sims 4The Sims 4The Sims 4

The Sims 4 é um jogo que precisava de ser polido em várias áreas e a ausência de conteúdo, sobretudo comparando com The Sims 3, é uma tremenda desilusão. É possível que The Sims 4 se torne eventualmente no melhor The Sims de todos os tempos, sobretudo depois de serem instaladas as muitas expansões que estão certamente planeadas pela Electronic Arts, mas pedia-se mais do produto base.

À exceção da nova interface, do sistema de humor, e de personagens mais vívidas, The Sims 4 não parece um avanço real comparado ao anterior. Em certos aspetos, é exatamente o oposto. Os jogadores novatos podem não sentir isso e para eles, será provavelmente um bom ponto de entrada, mas se vêm de The Sims 3 e respetivas expansões, vão certamente ficar desapontados com o que vão encontrar.

HQ
The Sims 4The Sims 4The Sims 4
The Sims 4The Sims 4The Sims 4
The Sims 4The Sims 4The Sims 4
06 Gamereactor Portugal
6 / 10
+
Interface melhorada. Sistema de humor eficaz. Boa optimização.
-
Grafismo arcaico. Vários 'bugs'. É limitado quando comparado com The Sims 3.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados

4
The Sims 4Score

The Sims 4

ANÁLISE. Escrito por Simon Eriksson

Vizinhos irritantes, problemas familiares e noites mal dormidas - conheçam o veredito do Gamereactor a The Sims 4.



A carregar o conteúdo seguinte