Português
antevisões
The Dark Pictures: Little Hope

The Dark Pictures Anthology: Little Hope

Os criadores de Until Dawn e Man of Medan mostraram-nos o seu novo jogo de terror.

The Dark Pictures: Little Hope

A Supermassive Games é mais conhecida por ter produzido Until Dawn, exclusivo de terror da PlayStation 4, mas depois disso criou uma série de antologia de terror, intitulada The Dark Pictures Anthology, produzida para PC, PS4, e Xbox One. Isto significa que cada jogo lançado sob a tutela de The Dark Pictures Anthology será o seu próprio capítulo independente, embora existam sempre alguns elementos comuns. Man of Medan foi o primeiro jogo da série, e o segundo será este Little Hope, que conhecemos melhor recentemente.

Little Hope é o nome de uma vila abandonada em Massachusetts, nos EUA, e o jogo irá basear-se na era da caça às bruxas, uma campanha imposta por vários grupos religiosos entre os séculos 16 e 18. Inúmeros inocentes morreram queimados nesse período, sobretudo mulheres, mas de que forma irá a Supermassive Games abordar o tema? Aparentemente indo buscar inspiração a uma obra já existente, The Crucible, de Arthur Miller.

A história em si estará dividida entre dois períodos diferentes, alternando entre o passado e o presente de forma pré-definida. No presente irá acompanhar um grupo de jovens que acaba por ir parar a Little Hope, uma cidade abandonada que esconde um terrível passado, passado esse que irá descobrir em simultâneo com as personagens. Esta dualidade entre períodos complicou um pouco o processo narrativo, como nos revelou o produtor Pete Samuels:

"O desafio narrativo que encontrámos passou por assegurar que não existem inconsistências, e que os eventos do passado liguem corretamente com o resto do tempo. Como se trata de uma história que pode seguir vários rumos, influenciada pelo jogador em vários períodos no tempo, isso torna-se um pequeno pesadelo. A maior parte da jogabilidade será passada no presente, enquanto vê as influências do passado e tenta perceber como isso está a afetar a cidade através do tempo e da História."

Como são jogos que vivem muito da narrativa e das reações das personagens, o desempenho e a direção dos atores são cruciais, e a Supermassive procura também talento que já tenha algum nome. No caso de Little Hope, Will Poulter é possivelmente o ator mais reconhecido, sobretudo depois de ter contracenado com Leonardo DiCaprio em The Revenant.

The Dark Pictures: Little Hope

Atmosfera e tensão serão também dois pilares da experiência de jogo de Little Hope, e isso é conseguido através de uma capacidade gráfica acima da média, o desempenho dos atores, como já referimos, e também a utilização de ângulos de câmara fixos e controlados pelo jogo. Isto permite ao estúdio mostrar exatamente o que quer, quando quer, o que é essencial para o tipo de experiência cinematográfica que pretende passar. Outros jogos beneficiam de câmara controlável pelo jogador, mas não é o caso de Little Hope. Ainda assim, o estúdio garante que vai oferecer mais alguma liberdade ao jogador em Little Hope, retirando apenas o controlo da câmara em momentos realmente importantes.

A direção cinematográfica da Supermassive Games foi sempre excelente, e continua em grande forma pelo que vimos em Little Hope. Observámos vários momentos que pareciam saídos de um filme, e claro está, um filme de terror, com algumas imagens verdadeiramente perturbadoras e chocantes. Little Hope parece ir ainda um pouco mais longe do que os outros jogos do estúdio, por apresentar diferentes eras, com estilos muito diferentes. Isto dá uma variedade e riqueza visual a Little Hope que não está presente em Until Dawn ou Man of Medan.

Samuels confirmou-nos ainda que Little Hope também vai incluir co-op, ta como o antecessor, embora tenha admitido que tem sido difícil desenvolver um jogo que atravessa diferentes períodos no tempo, múltiplas escolhas narrativas, e ainda a introdução de um segundo jogador. São muitas variáveis que o enredo tem de acompanhar, mas a Supermassive Games está confiante de que conseguiu manter toda a experiência coesa.

O representante do estúdio explicou-nos também que um dos objetivos que tiveram com Little Hope passou por oferecer mais contexto aos jogadores, para que tenham a certeza do que as suas ações ou decisões implicam, não só em termos do que já aconteceu e do que está a acontecer, mas também do tipo de impacto que o jogador pode ter no desenrolar da história.

The Dark Pictures Anthology: Little Hope será lançado em data a confirmar durante o verão, para PC, PS4, e Xbox One.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
The Dark Pictures: Little HopeThe Dark Pictures: Little Hope

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte


Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.