Português
análises
Saints Row: The Third - Remastered

Saints Row: The Third - Remastered

Continua a ser divertido, mas só isso nem sempre é suficiente.

Saints Row: The Third - Remastered

Quanto o primeiro Saints Row apareceu, a Volition queria claramente atrair o mesmo público de GTA, com uma história mais séria em torno de gangues. O segundo jogo já teve alguns momentos de maior 'parvoíce', mas seguiu um estilo semelhante ao do original, ainda próximo de GTA. Depois apareceu Saints Row: The Third, e foi aqui que a Volition atirou toda a lógica pela janela, abraçando finalmente o humor absurdo e a jogabilidade arcade como pilares da experiência Saints Row. E resultou.

Com o final de Saints Row 2, o gangue estava pronto para voos mais altos, e isso levou a ação para a nova cidade de Steelport, muito mais barulhenta, brilhante, e de forma geral demente, que a anterior Stilwater. Mais, os Saints tornaram-se num sucesso comercial, e começaram a criar um império à base de bebidas energéticas, filmes, figuras de ação, e uma série de outras açoes de marketing.

Todo este sucesso acabou por atrair as atenções de competição feroz, que no caso de Saints Row: The Third assume a forma de The Syndicate, liderados por Philippe Loren. Loren é o típico "vilão europeu" levado ao extremo, misturando charme e classe com maldade pura e um sotaque irritante, e claro, acompanhado por femme-falates altamente sensualizadas. Para fazer frente aos Saints, Loren contratou três gangues violentos, nomeadamente os Morningstar, os Deckers, e os Luchadores. Isto significa que os Saints terão de reagir, através de uma série de missões absurdas e ultra-exageradas, muito mais do que tinha aparecido em Saints Row 2. Foi tudo muito divertido, e o jogo acabou por ser bem recebido quando chegou em 2011 para PC, PS3, e Xbox 360.

Agora, Saints Row: The Third chega a PC, PS4, e Xbox One na forma de uma versão remasterizada, mas a questão que se coloca não é necessariamente se o jogo é bom, porque é. Continua a ser uma aventura muito divertida, que permite algumas possibilidades absurdas que não existem em mais jogo nenhum. Por exemplo? A certo ponto estávamos a voar com uma vassoura de bruxa, vestidos como freira sexy, antes de nos atirarmos de pará-quedas e atacarmos peões inocentes com os nossos projéteis em forma de lulas que controlam mentes. Sim, é absurdo e altamente divertido, mas a questão que se coloca é se esta remasterização acrescenta realmente algum valor ao jogo.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Para começar, há que destacar a introdução de todos os DLC do jogo original, o que significa que Saints Row: The Third - Remastered está carregado de conteúdo. Mais que isso, este remastered apresenta uma série de alterações gráficas e técnicas, que vão um pouco mais longe do que é costume numa típica remasterização. Além de um aumento de resolução, Saints Row: The Third apresenta também um aumento na fluidez, mantendo as sequências cinemáticas nos originais 30 frames por segundo, mas aumentado a jogabilidade para 60 frames por segundo... ou pelo menos era esse o plano, porque o jogo mostra abrandamentos, tantos nas sequências cinemáticas, como na jogabilidade, o que significa que raramente se mantém fixo nos 30 ou nos 60 frames por segundo.

Foi também introduzido um novo sistema de iluminação, que dá um realismo muito superior á cidade e ao ambiente, sobretudo durante a noite, com os reflexos das luzes nas poças. Os modelos 3D das personagens e das armas também foram substituídos por novas versões mais realistas, mas o resultado não é muito positivo. De forma isolada, sim, estes modelos são mais 'bonitos' que os originais, mas nem sempre encaixam bem com o tom do jogo, e pior que isso, acrescentaram uma série de problemas gráficos que não existiam no original. Desde armas que se fundiram com as mãos, a texturas que não apareceram, passando por incoerências de estilo visual, estes "melhoramentos" gráficos trouxeram quase tanto de negativo, como de positivo.

Não podemos deixar de pensar que este remaster é uma forma de voltar a colocar o nome de Saints Row a circular, em vez de apostarem num novo jogo, o que estava mais do que na hora. É um remaster algo desnecessário para dizer a verdade, que nunca nos conseguiu impressionar, ou melhor, impressionou-nos tanto quanto desiludiu. É lamentável que a Volition continue re-lançar Saints Row 3 e Saints Row 4 vezes sem conta, em vez de apostar em algo novo, mas isso não significa que não continue a ser divertido. Se por algum estranho acaso ainda não teve a oportunidade de jogar Saints Row: The Third, e se a Volition conseguir remediar os vários problemas técnicos da remasterização, então vale a pena considerar o investimento, mas achamos que Saints Row já merecia mais do que um novo re-lançamento.

Saints Row: The Third - RemasteredSaints Row: The Third - RemasteredSaints Row: The Third - Remastered
Saints Row: The Third - RemasteredSaints Row: The Third - Remastered
Saints Row: The Third - RemasteredSaints Row: The Third - RemasteredSaints Row: The Third - Remastered
06 Gamereactor Portugal
6 / 10
+
Jogabilidade e humor continuam divertidos. Novo sistema de iluminação. Banda sonora adequada. Muitas opções de personalização. Inclui os DLC.
-
Tem imensos problemas gráficos. Novos modelos das personagens não encaixam bem com o jogo. Vários bugs de jogabilidade.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte


Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.