Português
análises
Predator: Hunting Grounds

Predator: Hunting Grounds

Embora apresente potencial, este jogo do Predador simplesmente não está à altura do nome.

Predator: Hunting Grounds

Foi há muitos anos que vimos pela primeira vez Arnold Schwarzenegger enfrentar um guerreiro alienígena na selva, num filme tão marcante que, mesmo com os 'abusos' de que o Predador foi alvo ao longo dos anos, continua a ser uma das nossas referências. Ao longo dos anos, o Predador apareceu também em vários videojogos, quase sempre acompanhado pelo Xenomorfo de Alien, mas neste jogo de Illfonic, é a estrela de serviço.

Não se trata, contudo, de uma campanha a solo, mas de um jogo multiplayer com estrutura assimétrica, ao estilo de Dead by Daylight ou o mais recente Resident Evil: Resistance. A Illfonic já mostrou que sabe trabalhar o género, depois de ter ajudado na produção de Evolve, e produzido de forma independente Friday the 13th: The Game. Infelizmente verificaram-se vários problemas em no jogo baseado em Sexta-Feira 13, problemas esses que persistem em Predator: Hunting Grounds.

Quanto à premissa, é simples: ou joga com o Predador contra um grupo de humanos controlados por outros jogadores, ou joga contra o Predador. Se cair do lado do guerreiro alienígena, vai passar a maior parte do tempo invisível e com a visão de calor, enquanto percorre as árvores. Se for um soldado, vai tentar sobreviver até conseguir chegar ao helicóptero, ou, com sorte, abater o próprio Predador.

Todos os jogos seguem a mesma estrutura. No caso da equipa de soldados, existem três objetivos para cumprir, e o seu sucesso ou insucesso irá determinar se ganham ou não a partida. Pelo caminho irá encontrar soldados inimigos controlados pela inteligência artificial, com quem terá de batalhar, normalmente próximo da localização dos inimigos. Isto, claro, além da máquina assassina que o está a caçar bem alto nas árvores, à espera do momento perfeito para atacar. Se o jogador do Predador não tiver cuidado, pode ouvi-lo com relativa facilidade, e também pode ver ramos e folhas a abanarem.

O Predador é rápido, resistente, e letal, e o seu objetivo é muito simples: eliminar a equipa de humanos por qualquer meio possível. Se for visto pelos soldados controlados pela inteligência artificial, também será atacado, mas a sua presença levanta algumas hipóteses táticas. Deixa que os soldados lutem entre si e espera pelo final do confronto, ou aproveita a confusão para atacar o grupo de jogadores? Isso pode, no entanto, dar confusão, e talvez seja melhor esperar por outra oportunidade.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

É uma proposta divertida, e as primeiras partidas, tanto com o Predador, como com o grupo de soldados, agarraram-nos... durante umas horas. A questão é que o jogo tem pouco conteúdo, e torna-se repetitivo em pouco tempo. Depois de jogar algumas partidas com o Predador e outras com os soldados, já as jogou basicamente a todas. Existem pelo menos alguns incentivos para continuar a jogar, na forma de itens cosméticos, que não custam dinheiro extra. Ao subir de nível também irá desbloquear novas armas e habilidades, e o jogo é relativamente simpático na forma como desbloqueia conteúdo, oferecendo algo novo com regularidade.

Infelizmente existem alguns problemas técnicos, sobretudo associados ao loot aleatório que aparece nos caixotes (não são pagos). Por vezes o sistema indica um item que já foi examinado como sendo novo, e noutras ocasiões o item ganho não é desbloqueado, mas isto nem sequer são os maiores problemas. Predator: Hunting Grounds está repleto de bugs, texturas que desaparecem, falhas de ligação, quebras para o Windows (jogámos no PC), e tempos de espera longos. Mesmo durante as partidas encontrámos bugs graves, como quando o nosso Predador simplesmente não conseguia subir às árvores por causa de algum erro. O próximo sistema de crossplay entre PlayStation 4 e PC não funciona na perfeição, já que a nossa tentativa de convidar jogadores de PS4 - e vice-versa - falhou sempre. Pelo menos a jogabilidade cruzada parece funcionar bem com o emparelhamento rápido.

Predator: Hunting Grounds tem potencial e é divertido quando corre bem, sobretudo nas horas iniciais, e gostámos de jogar tanto com o Predador como com os soldados, mas uma série de problemas técnicos, a jogabilidade repetitiva, e a ausência de mais conteúdo, prejudicam imenso a experiência geral de jogo. Estamos curiosos para ver como vai evoluir ao longo dos próximos meses, e como tal, recomendamos que faça o mesmo e espere para ver como desenvolve.

Predator: Hunting GroundsPredator: Hunting Grounds
Predator: Hunting GroundsPredator: Hunting Grounds
05 Gamereactor Portugal
5 / 10
+
Sistema de progresso bem construído. Jogabilidade divertida, quando funciona. Bom design sonoro. Variedade de opções de personalização.
-
Torna-se repetitivo em pouco tempo. Poucos níveis. Vários problemas técnicos. Jogabilidade cruzada entre PS4 e PC é medíocre.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte


Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.