Português
Gamereactor
notícias
Pro Evolution Soccer 2016

PES 2016: "O problemas dos plantéis atingiu-nos com força"

Konami reconhece que a demora na atualização dos plantéis prejudicou imenso as vendas.

HQ

Pro Evolution Soccer 2016 foi muito elogiado por vários motivos, sobretudo pela qualidade da jogabilidade, que muitos defendem ser bastante mais divertida que a de FIFA 16. Contudo, uma das maiores críticas dos jogadores envolve a falta de atualização dos plantéis. O jogo foi lançado com os plantéis da época 2014/2015, e só meses mais tarde ficaram devidamente atualizados para a época 2015/2016.

Em entrevista com o Squawka, Adam Bhatti, Global Product Manager, reconheceu que esse problema acabou por afetar as vendas de PES 2016:

"Quando PES 2016 chegou às lojas, parece que esta a criar-se um momento fantástico, mas depois recebemos um duro golpe. O problemas com os plantéis tirou-nos todo o embalo, e demorámos muito tempo para recuperar. [...] Aprendemos que nunca mais devemos ter problemas deste género com as atualizações."

A Konami vai criar a versão oficial do EURO 2016 em videojogo, mas não será um produto independente. O jogo será vendido nas lojas para PS3 e PS4, mas na verdade será uma versão de PES 2016 com alguns extras, e todo o conteúdo do EURO 2016 será introduzido no simulador gratuitamente.

Esse conteúdo não será tão considerável como nos jogos ou atualizações da EA Sports. Apenas 15 das 24 equipas vão estar licenciadas, o único estádio oficial é o Stade de France, e não existe a possibilidade de disputar a fase de apuramento, apenas a competição final. Outros elementos, como a bola oficial e a arte da UEFA também vão estar presentes no modo do EURO 2016, mas para alguns jogadores isso não é suficiente. Contudo, Adam lembrou que existem mais algumas mudanças que serão introduzidas.

"Existem certas licenças e estádios que não podemos ter, porque estão associados a clubes que têm parceria com FIFA. Para as nove equipas que não estão licenciadas, trabalhámos de próximo com a UEFA para tornarmos os equipamentos tão parecidos quanto possível, sem enfrentarmos problemas legais."

"Esta também será a maior atualização de sempre para as faces dos jogadores. Todos os jogadores do torneio vão estar nas suas equipa. Vamos acrescentar quase 200 caras, e todas elas são baseadas nas equipas que estão no Euro. Para a Rússia vamos acrescentar 11 jogadores, para o País de Gales são oito, para Inglaterra são 10... Muitas equipas vão ficar com um 11 inicial muito forte, com faces foto-realistas."

Adam Bhatti também falou abertamente da competição entre FIFA e PES, reconhecendo que são duas abordagens completamente diferentes:

"Se estão à procura de um jogo de futebol autêntico com todas as licenças, só existe um vencedor. Não podemos lutar com a EA nesse campo. É por isso que nos concentramos na jogabilidade - queremos ser os mais autênticos dentro de campo. O maior problema que temos é a comunicação, porque não estamos na televisão, ou nas redes sociais, onde os jogadores de futebol são pagos para dizerem que adoram o jogo. É um mundo completamente diferente, mas quando me perguntam sobre FIFA, eu encaro isso como um elogio. A forma com a EA ataca as licenças e promove o seu jogo, é algo que está num planeta completamente diferente do que a forma como gerimos o PES."

Podem ler a entrevista completa de Adam Bhatti ao Squadska aqui.

Pro Evolution Soccer 2016

Textos relacionados

Pro Evolution Soccer 2016Score

Pro Evolution Soccer 2016

ANÁLISE. Escrito por Tor Erik Dahl

Mais um passo de gigante para o simulador de futebol da Konami, mas ainda há muito trabalho pela frente...



A carregar o conteúdo seguinte


Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.