Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
especiais
FIFA 16

Guia FIFA 16: Modo Carreira

As maiores promessas, o novo sistema de treinos, a gestão dos olheiros e tudo o que precisam para se tornarem num treinador de sucesso.

FIFA 16 é um jogo a rebentar de conteúdo. Desde o Match Day às Seasons Online, passado pelo novo torneio de futebol feminino, existe muito para entreter o aficionado de futebol. Existem no entanto dois modos que acabam por atrair as atenções da maioria dos jogadores - Carreira e Ultimate Team. FUT será mesmo o modo mais popular de FIFA nos tempos que correm, e podem contar com um artigo sobre FUT para breve, mas hoje vamos concentrar-nos no modo Carreira.

Aqui podem escolher dois tipos de carreira. Como treinador vão assumir a gestão do clube e do plantel, controlando toda a equipa no relvado. A alternativa permite começar carreira como um jovem jogador, que irá evoluir ao longo dos anos. Eventualmente podem retirar-se como jogador e continuar a carreira como treinador. O guia em baixo é sobretudo indicado para a primeira opção, assumindo que optaram por jogar como treinador.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Início de uma carreira promissora

Depois de escolherem o clube e as definições (incluindo a dificuldade, a moeda, e a rigidez financeira do clube), devem iniciar a vossa carreira de treinador. A primeira decisão que terão de tomar está relacionada com o torneio de pré-temporada. Podem simplesmente recusar participar, mas isso seria um erro, porque a participação nestes torneios pode garantir-vos uma boa quantia de dinheiro e são uma excelente oportunidade para rodar a equipa e testar novos jogadores e táticas.

Cada torneio tem um grau de dificuldade, definido pelas equipas escolhidas, e quanto maior for esse grau, mais dinheiro existe para ganhar no total. A simples participação já garante uma boa maquia, mas para assegurem o prémio completo têm de ganhar o torneio. Olhem para as equipas do torneio e tomem a decisão. Parece-nos mais seguro assumir um torneio que não seja muito difícil, com maiores hipótese de chegar à final, do que escolher a opção mais complicada e ficar pela fase de grupos.

O vosso próximo passo deve passar pela gestão do grupo de olheiros. Podem montar uma rede à escala mundial com cerca um máximo de seis agentes a espiarem jogadores de todo o mundo. Quanto melhor a sua qualidade, mais assertivos serão nas escolhas que vos apresentam. Na fase de instruções podem definir até seis tipos específicos de jogadores que procuram, mas antes de o fazerem, devem espreitar e definir o vosso plantel.

Gestão de plantel

Que tipo de futebol vão praticar ao longo da época? Pressão alta ou contra-ataque? Defesa à zona ou defesa-em-linha? Olhem para a qualidade do clube que estão a treinar, comparativamente ao campeonato em que estão inseridos, e dediquem algum tempo ao menu de táticas e formações para definirem como será o vosso esquema principal ao longo do ano.

O próximo passo é a definição dos jogadores, no menu de saídas. Por norma, gostamos de um plantel com 22 jogadores ativos, em conjunto com alguns jovens promissores que possam estar a rodar noutros clubes. Isto significa que têm dois atletas para cada posição, e em caso de uma crise de lesões podem sempre fazer regressar os jovens emprestados (a troco de algum dinheiro). Quando definirem quais os jogadores que vão manter, que vão emprestar ou que vão vender, devem procurar soluções no mercado.

Os olheiros são essenciais neste processo, já que podem encontrar jogadores com as características que procuram. A esmagadora maioria dos resultados terá poucas ou nenhumas informações sobre as qualidades dos jogadores, mas podem pedir aos olheiros que analisem alguns atletas ao pormenor. Isto demora no entanto algum tempo, mas existe uma forma muito mais rápida de descobrir o valor de um jogador. Se fizerem um inquérito a um clube sobre quanto querem por um futebolista, o valor pedido dará uma ideia geral do que poderá ser o seu valor. Não é um método infalível, mas se estiverem com pressa porque o mercado está a fechar, pode ser uma solução de recurso.

Outra dica que pode ser importante está relacionada com o valor dos jogadores. Não olhem apenas para os atributos gerais, mas também para as características individuais. Mesmo que um jogador possa ter um valor global superior, não significa que é o mais indicado para uma posição. Por exemplo, imaginemos que precisam de um extremo rápido que cruze bem, e os olheiros encontram duas opções, uma de 78 e outra de 80. Pode no entanto acontecer o caso de que o jogador com o valor geral mais baixo, pode de facto ser mais rápido e cruzar melhor. O facto de um jogador ter um valor geral alto não significa que é a solução ideal para uma posição, já que pode ter pontos fortes que não são essenciais para o papel que querem que desempenhe. Vale a pena investigar e escolher os jogadores pelas suas qualidades específicas, e não apenas pela classificação geral.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Estrelas em potência

Se estão a pensar jogar durante várias temporadas, têm de começar a precaver o futuro do vosso clube. Em FIFA 16 existem duas opções para encontrarem jogadores promissores. A primeira resume-se ao sistema normal de olheiros, que permite pesquisar especificamente por jovens promessas, mas isso não significa que todas as soluções encontradas tenham a qualidade necessária. Cada jogador tem uma nota indicada pelo olheiro, seja em relação ao seu estatuto no clube que detém o passe ou a duração do contrato, por exemplo. As maiores promessas, contudo, costumam ser marcadas com duas notas: "jogador com potencial" ou "promessa entusiasmante". O primeiro significa que neste ponto da sua carreira, trata-se de um jogador razoável, com algum potencial para se tornar num grande jogador com os treinos e o tempo de jogo certos. Já a promessa entusiasmante é um valor garantido, que pode ser uma alternativa válida no imediato, e que no futuro pode tornar-se numa das grandes estrelas do futebol.

Outra forma de encontrarem grandes promessas, embora seja um processo mais demorado, passa por montar uma rede específica para encontrar jogadores jovens. Ao contrário do que se passa com o mercado e os olheiros regulares, estes jogadores são todos muito jovens (14 - 17 anos), e são gerados aleatoriamente pelo jogo. Aqui vale a pena apostar em pelo menos um bom olheiro, que determine rapidamente o valor dos jovens. Um jogador com potencial entre os 70 e os 90 é quase sempre uma aposta segura para o futuro. Estes jogadores precisam no entanto de muito tempo, e devem ser emprestados assim que for possível. Até lá, podem ser treinados para subirem de valor.

Uma das novidades de FIFA 16 é o novo sistema de treinos, que permite colocar cinco jogadores a treinar exercícios específicos a cada cinco dias. Qualquer jogador do plantel pode ser melhorado com este sistema de treinos, mas uns podem ser mais aproveitados que outros. Primeiro há que levar em conta a idade e a forma de um jogador. Se já está num processo de perca natural de qualidades, será muito mais difícil melhorar os seus atributos com treino. Por outro lado, quanto maior for o valor de um atributo específico, mais devagar será o processo de evolução nessa categoria. Jovens promessas também têm tendência a evoluir com maior rapidez, além de continuarem a evoluir de forma natural e com tempo de jogo. Um jovem jogador que jogue com regularidade e seja treinado com frequência pode ganhar acima de 10 pontos gerais por temporada. Depois de escolherem os jogadores e os exercícios, podem realizá-los manualmente ou simulá-los. São bons treinos até para o jogador, e têm três tentativas durante o treino manual, mas se não quiserem gastar muito tempo nesta área do jogo, a simulação é também uma aposta válida.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

As maiores promessas de FIFA 16

A própria Electronic Arts libertou uma lista oficial que inclui os jogadores jovens com maior potencial em FIFA 16. É uma lista extensa, que oferece muitos nomes para pesquisarem e trabalharem, até um dia se tornarem nas maiores estrelas do futebol mundial. Fiquem em baixo com essa lista completa, ordenada por posição:

Guarda-Redes
Kepa Arrizabalaga - Real Valladolid (20)
Bartlomiej Dragowski - Jagiellonia (18)
André Moreira - União da Madeira (19)

Defesas
Luke Shaw - Manchester United (20)
Daniele Rugani - Juventus (21)
Niklas Sule - Hoffenheim (19)
John Stones - Everton (21)
Kurt Zouma - Chelsea (20)
Marcos Aoas Corrêa - PSG (21)
Alessio Romagnoli - AC Milan (20)
José Luís Pena - Valencia (20)
Aymeric Laporte - Atlético Bilbau (21)
Jetro Willems - PSV (21)
Fábio Tavares - Monaco (21)
Chancel Mbemba - Newcastle (21)
Jonathan Tah - Bayer 04 Leverkusen (19)
Tin Jedvaj - Bayer 04 Leverkusen (19)
Jose Gimenez - Atlético Madrid (20)
Jairo Riedewald - Ajax (18)
Jesus Lazaro - Real Zaragoza (18)
Samuel Umtiti - Lyon (21)
Matthias Ginter - Borussia Dortmund (21)
Abdul Baba - Chelsea (21)
Tobias Figueiredo - Sporting (20)

Médios
Youri Tielemans - Anderlecht (18)
Maximilian Meyer - Schalker 04 (19)
Julian Brandt - Bayer 04 Leverkusen (19)
Riechedly Bazoer - Ajax (18)
Gonçalo Guedes - Benfica (18)
Ross Barkley - Everton (21)
Oliver Torres - Atlético Madrid (20)
Hachim Mastour - AC Milan (17)
Alen Halilovic - Sporting de Gijon (19)
Marco Asensio Willemse - Espanyol (19)
Daniel Ceballos Fernández - Real Bétis (19)
Daniel Silva - Valencia (19)
Mateo Kovacic - Real Madrid (21)
Adnan Januzaj - Manchester United (20)
Ryan Gauld - Sporting (19)
Levin Oztunali - Werder Bremen (19)
Nabil Bentaleb - Tottenham (20)
Bernardo Silva - Monaco (21)
Corentin Tolisso - Lyon (21)
Ruben Neves - Porto (18)
Julian Draxler - Schalke 04 (21)
Gerad Lázaro - Everton (21)
Denis Fernández - Sevilla (21)
Will Hughes - Derby County (20)
Moisés Bordonado - Getafe (21)
Victor Andrade - Benfica (19)
Samuel Azuaga - Villarreal (20)
Sofiane Boufal - Lille (21)
Lucas Romero - Vélez Sarsfield (21)
Godfred Donsah - Bologna (19)
Nathan Souza - Vitesse (19)
François Kamano - Bastia (19)
Gelson Martins - Sporting (20)

Avançados
Memphis Depay - Manchester United (21)
Raheem Sterling - Manchester City (20)
Francisco Alcácer García - Valência (21)
Paulo Dyala - Juventus (21)
Breel Donald Embolo - Basel (18)
Ángel Correa - Atlético Madrid (20)
Luciano Vietto - Atlético Madrid (21)
Anthony Martial - Monaco (19)
Divock Origi - Liverpool (20)
Balde Keita - Lazio (20)
Vaclav Cerny - Ajax (17)
Antonio Sanabria - Sporting de Gijon (19)
Bertrand Traoré - Chelsea (19)
Samuel Azuaga - Sassuolo (21)
Armindo Tué Na Bangna - Real Sociedad (20)
Iuri Medeiros - Moreirense (21)
Anwar El Ghazi - Ajax (21)
Munir El Haddadi - Barcelona (19)
Kelechi Iheanacho - Manchester City (18)
Steven Bergwijn - PSV (17)
Fabían Pena - Real Betis (19)

Por fim, uma última dica. Embora possa parecer, não são obrigados a treinar o mesmo clube de princípio ao fim. Na secção do escritório têm acesso a uma opção que permite procurar novos empregos, que vos indica quais são os clubes que de momento estão à procura de treinador. Se gostarem de uma das alternativas, podem sempre tentar a vossa sorte.

FIFA 16FIFA 16FIFA 16
FIFA 16FIFA 16FIFA 16

Textos relacionados

FIFA 16Score

FIFA 16

ANÁLISE. Escrito por Ricardo C. Esteves

Depois da desilusão do ano passado, FIFA aparece novamente em boa forma.



A carregar o conteúdo seguinte