Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Gamereactor
antevisões
Far Cry 6

Far Cry 6 - Novas Impressões de Jogabilidade

A Ubisoft largou-nos na Ilha de Yara para algumas horas de jogabilidade livre.

HQ
HQ

Nos últimos meses vimos muito de Far Cry 6. A Ubisoft tem bombardeado os jogadores com uma série de trailers que oferecem uma visão profunda do jogo, em termos de enredo, mundo de jogo, e claro, o ou o vilão principal: Anton Castillo interpretado por Giancarlo Esposito. Mas ver não é o mesmo que jogar, algo que tivemos a oportunidade de fazer recentemente num novo evento da Ubisoft. O estúdio deixou-nos jogar as primeiras horas e explorar a ilha de Yara, para percebermos o que tem o novo Far Cry para oferecer.

Se não conhece a narrativa de Far Cry 6, o que esta entrada na longa série tem para dar, é semelhante ao que temos visto deste Far Cry 3. Irá novamente enfrentar um ditador poderoso e excêntrico que detém o domínio de uma região, específico, neste caso a ilha fictícia de Yara. Anton Castillo parece ser uma figura predominante ao longo do jogo, e não um vilão escondido. Anton pretende forçar Yara a regredir à sua "antiga glória", nem que para isso tenha de transformar esse paraíso natural num estado militar. Mais uma vez irá juntar forças com os rebeldes locais, assumindo táticas de guerrilha para tentar levar de vencida a poderosa força militar.

Até aqui parece ser muito parecido com o que já jogámos no passado, mas Far Cry 6 pode ser um pouco mais atípico do que inicialmente é sugerido. Parte disso prende-se ao mundo de jogo, com um espírito mais urbano do que é habitual. Yara é um verdadeiro paraíso para guerrilha, recheada de caminhos, esconderijos, e segredos. É uma nação em guerra há muito tempo, e a resistência foi obrigada a encontrar várias formas de evitar ou surpreender os soldados. Isso também será evidente em termos de armas e veículos. Não espere um arsenal topo de gama, mas armas reaproveitadas, explosivos construídos à mão, e até a adição de cavalos como meio de transporte.

Far Cry 6

Yara é um local enorme, dividido em várias regiões definidas por níveis. Por outras palavras, não é boa ideia simplesmente entrar em qualquer região e esperar sobreviver. Cada região terá diferentes níveis de ameaças, e antes de enfrentar a artilharia pesada terá de se preparar e evoluir. Isso inclui ajudar a resistência, capturando pontos de controlo, eliminando alvos perigosos, e destruindo instalações. Yara terá também vários ecossistemas diferentes, que irão interagir de forma dinâmica para dar mais vida ao mundo de jogo. Pelo caminho irá conhecer um variado número de personagens que lhe irão oferecer missões, embora não seja obrigado a aceitá-las.

A jogabilidade, como aliás tem sido hábito na série, parece estar a um excelente nível, com muitas animações e movimentos. As estrelas, contudo, serão as armas. Pode modificar e melhorar o equipamento nas bancadas de trabalho espalhadas por Yara, utilizando os recursos que irá encontrar na ilha. Isso pode significar acrescentar um silenciador feito à mão numa arm e construir miras de longa distância, por exemplo. Existem, contudo, mais elementos a considerar desta vez. Se tiver um silenciador sempre posto, corre o risco de sobreaquecer a arma e incapacitá-la durante alguns momentos, por exemplo, o que significa que terá de considerar mais fatores quando decidir equipar modificações.

Um truque curioso é que agora poderá guardar as suas armas quando estiver junto da população, o que serve dois propósitos - não alertar os guardas, e não assustar os locais. Isto abre novas avenidas de interação, incluindo a possibilidade de abordar alguns inimigos para suborná-los, o que pode valer informações preciosas. Claro que também existem muitas excentricidades, como as novas mascotes, que incluem um crocodilo com uma t-shirt e um cão numa caixa com rodas. Ainda existem as novas mochilas especiais, que permitem executar vários tipos de ataques especiais.

Far Cry 6 terá alguns toques únicos, mas em suma irá apresentar uma experiência de jogo que não irá fugir muito do que já vimos no passado. Dito isto, não podemos negar que nos divertimos imenso durante as horas que passámos em Yara. Se procura uma experiência de jogo muito diferente dos últimos Far Cry, ou tinha esperanças de que fosse mudar a fórmula, isso não vai acontecer. Mas se é fã da série e não se importa de ter mais Far Cry no seu prato, este novo capítulo promete oferecer muitas horas de diversão.

HQ
Far Cry 6Far Cry 6Far Cry 6

Textos relacionados

0
Far Cry 6Score

Far Cry 6

ANÁLISE. Escrito por Ben Lyons

Equipámos o nosso melhor fato de guerrilha para tentar libertar a ilha tropical de Yara.



A carregar o conteúdo seguinte