Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
especiais

E3 2015: Desaparecidos em Combate

Apesar de todos os anúncios surpreendentes, alguns jogos não apareceram na E3 2015. Conheçam quais foram e as nossas teorias para a sua ausência.

A E3 fica sempre marcada pela presença de jogos que todos esperávamos, jogos que ninguém esperava, e jogos cuja ausência e silêncio são ensurdecedores. A nova edição trouxe muitas surpresas, de onde se destacam os anúncios de Shenmue III e Final Fantasy VII, de tal forma que quase nos esquecíamos de algumas ausências notórias. Quase. Que jogos foram estes, e quais terão sido os motivos por trás do seu desaparecimento/não anúncio? Em baixo especulamos sobre tudo isso.

Resident Evil 7

E3 2015: Desaparecidos em Combate

Sabemos que esta sequela, que supostamente é uma espécie de reset da saga de survival horror, está em desenvolvimento. É uma surpresa descobrir que o mais recente título principal da série chegou há três anos e apesar de Revelations 2 ter sido divertido, com o seu formato episódico, teríamos apostado na aparição de um trailer de Resi 7 na conferência de qualquer um dos fabricantes de consolas. Como a Sony agarrou o exclusivo de SFV, não teria sido rebuscado pensar que também poderiam ter deitado mãos a Resident Evil - um nome que continua tão associado com a marca PlayStation como Metal Gear Solid. Até há precedentes para isto.

Onde está ele? A sua chegada é uma certeza, e não deve faltar muito. Talvez possa marcar presença numa das conferências da Gamescom, mas como a) apenas a Microsoft irá organizar uma, b) a Microsoft afirmou que tem mais anúncios na manga e c) gostaria de compensar os seus fãs pela perda de Street Fighter...

Beyond Good & Evil 2

E3 2015: Desaparecidos em Combate

BG&E 2 poderá ter-se tornado "vapourware" visto que já passaram sete anos desde que o primeiro trailer surgiu (supostamente usando o motor de jogo) e foi o tema de várias histórias relativas ao seu cancelamento. Mas a Ubisoft já confirmou várias vezes que continua empenhada no jogo e chegou a dizer-se que a revelação final da Ubisoft deste ano - que tem sido consistentemente o melhor final de conferência de toda a E3 - seria reservada para Beyond Good & Evil 2. Mas a empresa optou antes por mostrar um novo Ghost Recon em mundo aberto. Talvez tenha sido melhor assim visto que uma E3 com anúncios para The Last Guardian, FFVII Remake, Shenmue III e BG&E2 teria provavelmente partido a internet ao meio.

Onde está ele? Um porta-voz da Ubisoft contactou-nos rapidamente para negar uma notícia desta semana que sugeria que o criador Michel Ancel tinha abandonado o projeto, por isso algo ainda se passa. A empresa sabe que se lidar bem com esta sequela terá um sucesso crítico em mãos (uma protagonista feminina com funções de fotógrafa e jornalista de guerra num mundo de ficção científica único aberto à exploração? Parece encaixar perfeitamente com a crescente diversidade nos videojogos). Mas precisa de ser um maior sucesso comercial que o original. A empresa continua sem revelar quais são os seus planos imediatos, mas contamos que o faça no espaço de um ano.

Novo jogo da Quantic Dream

E3 2015: Desaparecidos em Combate

Passaram três anos desde o lançamento de Heavy Rain e Beyond: Two Souls. Já passaram dois anos desde que Beyond: Two Souls foi lançado, e dois anos desde que a criadora Quantic Dream anunciou que estava a trabalhar num jogo para a PS4, e dois anos desde que David Cage subiu ao palco num evento da PlayStation para exibir a impressionante demonstração intitulada como Dark Sorcerer. Mas para além de um anúncio relativo ao lançamento digital na PS4 dos seus dois títulos anteriores, ninguém parece saber nada sobre a nova obra deste estúdio.

Onde está ele? Podemos especular que criar um jogo inteiro com a mesma tecnologia impressionante usada na demonstração Dark Sorcerer está a demorar mais tempo que o previsto, e daí a ausência completa na E3 deste ano. Mas como o estúdio acabou de abrir uma conta no Twitter, talvez esteja na hora de finalmente revelarem algo.

God of War IV

E3 2015: Desaparecidos em Combate

A apresentação de novos capítulos de propriedades intelectuais estabelecidas é uma das formas garantidas para "ganhar" a E3. São jogos seguros que conseguem cativar as atenções facilmente e causam impacto em palco. Mas a conferência da Sony mostrou-se relativamente despida de séries pertencentes à fabricante da PlayStation (vejam também Gran Turismo 7 mais em baixo nesta lista). O facto de God of War III receber uma remasterização para a PS4 em julho a tempo do seu décimo aniversário seria o prelúdio da sua entrada na nova geração, mas o novo jogo simplesmente não foi mencionado.

Onde está ele? Imaginamos que a Sony esteja a demorar algum tempo até perceber para onde poderá levar God of War a seguir. Esta série já vendeu consolas a rodos, mas perdeu alguma da sua chama. Apesar de Ascension, em 2013, ter tido um bom desempenho, pareceu estar num impasse sobre a melhor forma para desenvolver a jogabilidade ou recapturar a excitação em torno dos primeiros títulos. Estas devem ser as principais questões a preocupar os estúdios da Sony. A série não está terminada, mas também não esperamos ouvir novidades concretas sobre o próximo capítulo para breve.

Novo Mario 3D

E3 2015: Desaparecidos em Combate

O novo Mario Tecnicamente tivemos o Super Mario Maker (que provocou uma onda de piadas que diziam que a Nintendo quer que os jogadores façam os seus próprios jogos porque já não tem paciência para os criar), e Reggie Fils-Aime afirmou no início do E3 Direct da Nintendo que a nova consola NX (na qual esperamos ver um novo Mario a estrear-se no lançamento) não iria ser referida este ano. Mas com a ausência do Zelda Wii U já confirmada do evento deste ano, estávamos à espera de algo mais bombástico para abrir ou fechar o evento da empresa nipónica. Mas o que recebemos foi um Star Fox Zero algo desapontante (os pontos mais interessantes, como o facto da Platinum Games estar a ajudar à produção, apenas foram revelados após o Direct) e um "faz-o-teu-próprio-Mario", um jogo que ainda por cima já conhecíamos há algum tempo.

Onde está ele? Não há dúvidas que a Nintendo está a trabalhar num novo Mario neste preciso momento. Não falamos de um produto derivado, como Mario Tennis, ou até novas versões de ideias pré-existentes como as séries secundárias New ou 3D Land. Como fazer melhor que Mario World, Mario 64 e Galaxy 1&2? Talvez tenhamos a resposta na Direct do próximo ano. E se Zelda voltar a fazer a ponte entre duas gerações de novo, talvez vejamos estes dois heróis emblemáticos a partilharem a ribalta no lançamento da NX.

Novo Wipeout

E3 2015: Desaparecidos em Combate

Não temos ilusões: o género das corridas futuristas está a entrar em fase terminal. Mas recusamo-nos a desligar as máquinas ou a preparar o funeral. E isto apesar de todas as provas que apontam para o contrário: a Sony dissolveu o Studio Liverpool após o lançamento de Wipeout 2048 na estreia da PS Vita, e os antigos empregados do estúdio estão a preparar o seu próprio projeto de corridas antigravidade no Kickstarter porque "há poucas editoras que acreditam [neste género] como sendo válido na nova geração".

Onde está ele? Os dias de sucesso garantido de Wipeout nas lojas já passaram há muito. Mas e como título exclusivamente digital? Os capítulos Pure e Fury para PS3 mostraram que esta poderia ser uma direção viável para a série. Infelizmente, resta saber se a Sony estará disposta a gastar o dinheiro necessário para montar uma nova equipa e desenvolver um sucessor para a PS4, mas vamos esperar sentados...

Gran Turismo 7

E3 2015: Desaparecidos em Combate

Mais uma série de corridas da Sony, mas esta sabemos que não foi abandonada; o desenvolvimento de GT7 já foi confirmado e está em curso, e até existiu um evento dedicado à série algumas semanas antes da E3. Mas sabemos que o criador Kazunori Yamauchi e a sua equipa da Polyphony Digital trabalham a seu próprio tempo: GT5 esteve cinco anos em desenvolvimento. Apesar de GT6 ter demorado apenas três a chegar, os resultados não foram fantásticos. Tanto o estúdio como os fãs esperam um melhor desempenho para a próxima. Onde está ele? Na garagem. Yamauchi falou de um lançamento entre 2015/2016. Apesar de não ter comparecido na E3 deste ano, esperamos que Gran Turismo 7 suba ao pódio no evento da empresa em 2016, potencialmente com um lançamento para o inverno do mesmo ano.



A carregar o conteúdo seguinte