Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
análises
Downwell

Downwell

Até onde estão dispostos a descer?

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

O nosso primeiro contacto com Downwell aconteceu no iPad, mas acabámos por passar para o PC depois de algumas horas. O jogo é brilhante nas duas plataformas, embora por motivos diferentes, e as suas qualidades viciantes mantiveram-se intactas na transição. Antes de explicarmos quais são as grandes diferenças entre a versão móvel e a de PC, é melhor explicarmos o que é Downwell.

Existe um homem (ou pelo menos assumimos que é um homem, já que a pequena figura pixelizada não é esclarecedora), existe um poço, e existe um motivo para saltar lá para dentro. Toda a experiência gira em torno da descida desse homem, enquanto atravessa várias cavernas geradas aleatoriamente (sempre de cima para baixo), cada uma cheia de criaturas que vos podem fazer mal. Felizmente, não estarão indefesos. Se saltarem para cima da maioria dos inimigos, vão matá-los, mas também podem disparar para baixo a partir das vossas Gunboots. E sim, as Gunboots são tão fantásticas quanto o nome indica.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

A forma mais básica das Gunboots permite disparar uma pequena rajada de balas sempre que estão no ar, mas o número de disparos é limitado, e só é recarregado quando aterram numa superfície. Os disparos também influenciam a trajétoria e a velocidade da queda, e quando estão no ar podem construir combinações de pontos, que terminam quando aterram numa superfície. É uma forma de melhorar bastante a pontuação, mas considerando a velocidade a que caem, é também uma abordagem muito perigosa.

Downwell brilha sobretudo ao nível dos controlos afinados, das mecânicas subtis, e da impecável atenção ao detalhe. E não se deixem enganar pelo visual retro, porque o pormenor de Downwell é impressionante. O jogo utiliza uma série de funções que se interligam, e que garantem que cada tentativa seja diferente da anterior, embora todas exijam concentração total e uma razoável dose de boa sorte.

Em certos momentos de cada gruta (nível), vão encontrar entradas para a esquerda ou a direita, que incluem armas escondidas, gemas que servem como moeda, e vendedores. Ao saírem destas áreas vão estar envoltos por uma pequena bolha que pára o tempo, e só depois de saltarem para fora dessa bolha é que a ação será retomada. Quanto às opções para a arma, existem várias variantes, e cada uma altera ligeiramente a forma de jogar.

Ao acertarem nos inimigos (e em certos objetos do cenário), vão ganhar as gemas de que falámos em cima, que podem trocar por saúde e cartas extra para as armas, entre outros itens. Se coleccionarem muitas gemas seguidas vão aumentar temporariamente a eficácia das armas, um momento sinalizado por um rasto vermelho deixado pela personagem. As pontuações são acumuláveis, mesmo através de diferentes reinícios do jogo, e sempre que atingem uma marca importante, desbloqueiam um filtro visual novo para o jogo.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Quando desbloqueámos o filtro Boulder Style, foi um momento de viragem na nossa experiência, sobretudo porque também oferecia pontos extra de saúde. Downwell é um Roguelike, ou seja, a morte é permanente, mas têm uma barra de saúde que pode ser regenerada. Sempre que terminam um nível, ganham uma habilidade extra que também mudam ligeiramente a experiência. Existe uma boa seleção de habilidades para escolher, como a capacidade de sugar gemas automaticamente e rapidamente, ou causar explosões aos inimigos quando são esmagados, por exemplo.

Downwell vai obrigar-vos a tomar algumas decisões interessantes, sobretudo porque têm de ser ajustar ao que o jogo vos propõe. Como cada geração de um nível é única, nunca sabem exatamente o tipo de experiência que vão ter. Além das animações, da personagem e dos inimigos, é preciso realçar a eficácia da linguagem visual de Downwell, que acompanha de mão dada a excelência das plataformas e da ação.

Gostámos de experimentar as duas versões de Downwell, mas qual é a edição definitiva do jogo? Bom, a versão para plataformas móveis é perfeita para sessões rápidas, e como tudo é muito rápido, é fantástico para momentos em que vão estar parados fora de casa, como num autocarro ou à espera do comboio. Dito isto, é inegável que um comando melhora imenso a experiência geral, e fomos bem mais eficazes no PC por esse mesmo motivo. Seja como for, é fácil recomendar Downwell para qualquer plataforma.

DownwellDownwell
DownwellDownwellDownwell
09 Gamereactor Portugal
9 / 10
+
Excelentes plataformas. Controlos respondem bem. Design bem pensado e interessante.
-
Os nossos dedos trapalhões causaram mortes com os controlos táteis. Em alguns momentos existe demasiada confusão no ecrã.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados

DownwellScore

Downwell

ANÁLISE. Escrito por Mike Holmes

Até onde estão dispostos a descer?



A carregar o conteúdo seguinte