LIVE
logo hd live | The Forgotten City
See in hd icon
Português
Gamereactor
análises
Doom Eternal

Doom Eternal: The Ancient Gods - Parte 2

Concluímos a saga do Doom Slayer com uma aventura repleta de ação.

Foi em 2016, com a chegada do novo Doom, que arrancou esta aventura épica do Doom Slayer, um soldado impiedoso e implacável na sua luta contra as forças do Inferno, que continuou em Doom Eternal, e que chega ao fim com The Ancient Gods, uma história dividida em duas partes.

Mais especificamente em relação à Parte 2, arranca precisamente onde terminou a Parte 1, com o Doom Slayer numa missão para apanhar os itens necessários para viajar para Immora. É nessa cidade espantosa que se encontra o Dark Lord, mas antes disso de o confrontar novamente, terá de ir à caça dos tais itens. Primeiro terá de ir buscar um cristal a The Steppes, que depois dará acesso ao Gate of Diyum na Reclaimed Earth. Só depois disso conseguirá montar uma invasão de larga escala a Immora, para ter finalmente o seu derradeiro encontro com o próprio Dark Lord.

É uma história típica de Doom, obrigando-o a despedaçar e a rasgar inúmeras criaturas demoníacas pelo caminho, ao som de música pesada. Pela parte que nos toca, perfeito, sobretudo porque agora temos acesso ao incrível Sentinel Hammer. Esta é uma das novas armas da expansão, e é uma delícia. Um ataque regular permite atordoar os inimigos mais fracos, enquanto que um ataque carregado pode desfazê-los em pedaços. Mas não pode usá-lo ao desbarato. Primeiro tem de, ou conseguir duas Glory Kills seguidas, ou apanhar um consumível próprio no campo de batalha, e só depois disso pode martelar violentamente como se fosse um Thor possuído por fúria.

Adorámos realmente a dinâmica desta nova arma, que embora possa parecer excessivamente poderosa em alguns casos, será crucial noutras situações, sobretudo considerando que The Ancient Gods - Parte 2 não perde tempo para o colocar frente-a-frente contras as criaturas mais poderosas do Inferno. A velhos conhecidos como Blood Maykrs e Spirits, juntam-se novas versões imponentes como os Armoured Barons e os Stone Imps. Não espere facilidades nesta expansão, pelo contrário, terá de aplicar tudo o que aprendeu ao longo de Doom Eternal e da Parte 1 de The Ancient Gods.

Doom Eternal

Para abater os Armoured Barons terá primeiro de destruir a sua armadura com armas à base de energia, e só depois será capaz de os danificar seriamente. Quanto aos Stone Imps, só podem ser realmente derrotados com o martelo, ou com a Combat Shotgun. E ainda existem Cursed Imps, que requerem um Blood Punch, embora seja bem mais raros que os outros dois inimigos novos. E vai dar graças por isso, já que os Cursed Imps aplicam-lhe dano ao longo do tempo que só pára depois de matar a criatura que lhe fez isso. Ah, e quase nos esquecíamos dos Screechers, que além de serem duros por si só, conseguem aumentar significativamente a força dos outros demónios.

Valha-nos o facto do Doom Slayer também não ser exatamente flor de estufa, mas uma das máquinas de matança mais implacáveis dos videojogos.

Quanto a novidades mais gerais, existem os novos confrontos de Escalation Encounters, cujo primeiros níveis são obrigatórios. Ao completar o primeiro nível irá obter um melhoramento para o martelo, enquanto que o segundo nível opcional (mas ainda mais desafiante), irá recompensá-lo com um item cosmético para o seu perfil. Também gostámos da forma como o gancho da Super Shotgun é agora utilizado como ferramenta para atravessar o cenário e plataformas.

Sem entrarmos em grandes spoilers, acreditamos que não estaremos a estragar realmente qualquer surpresa se confirmarmos que eventualmente terá um grande confronto com o Dark Lord. Esta batalha é bastante longa, com várias fases, e honestamente, torna-se algo aborrecida e frustrante. Considerando tudo o que leva a este confronto, esperávamos algo menos repetitivo e mais criativo em termos de mecânicas.

The Ancient Gods - Parte 2 é assim uma conclusão meritória e digna para a saga do Doom Slayer, embota seja necessário esclarecer que isto não implica necessariamente o fim de Doom enquanto videojogo, pelo contrário, ficaríamos chocados se soubéssemos que a id Software não está já a planear o próximo passo para Doom. O preço de € 19,99 parece-nos exagerado para compra avulso, mas o pacote conjunto de € 29,99 é bem mais justo, e leva uma recomendação forte para quem apreciou Doom Eternal.

Doom Eternal
Doom Eternal
08 Gamereactor Portugal
8 / 10
+
História expande consideravelmente o universo de Doom. Novos inimigos são interessantes e desafiantes. O Sentinel Hammer é fantástico.
-
A batalha com Dark Lord é algo repetitiva. A expansão é curta, composta apenas por três níveis.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte


Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.