Português
análises
Destroy All Humans!

Destroy All Humans!

Conquistem a Terra neste remake surpreendente.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Ao longo da história da cultura popular, em especial no género de ficção cientifica, as invasões alienígenas assumiram várias formas. H.G. Wells imaginou uma invasão em larga escala, uma autêntica Guerra dos Mundos. Steve Spielberg assumiu uma perspetiva diferente, olhando para os extraterrestres como inofensivos e criaturas gentis, como E.T. Em 2005, a Pandemic deu vida à sua própria visão, tomando inspirações de todos os cantos do género, criando Destroy All Humans!, um jogo que viria a transformar-se num título de culto. Quinze anos depois, a série está de regresso e melhor do que nunca, num remake modernizado e com visuais impressionantes.

Como um remake fiel ao original, lançado em 2005, Destroy All Humans! é a aposta da Black Forest Games para o regresso da série. Seguimos a história de Cryptosporidium-137 (ou Crypto), o mais recente clone de um alienígena guerreiro dos Furons, um império galáctico, enquanto se tenta infiltrar na América do Norte dos 1960s, executando os planos nefastos de Orthopox-13 (or Pox), à medida que descobre mais sobre o Planeta Terra e destrói aqueles que mataram e dissecaram o seu antecessor. A conquista global não é tão fácil como aparenta ser, e Crypto terá de evadir e aniquilar as forças militares e a estranha fação governamental, intitulada Majestic.

Destroy All Humans!Destroy All Humans!

Com uma campanha que decorre ao longo dos E.U.A. e com várias localizações únicas, em formato sandbox, Destroy All Humans! apresenta várias formas de jogar. Desde a conclusão de missões por subjugação, à recolha de ADN ou à destruição completa de cidades, não só existe uma variedade de atividades na campanha, como diferentes formas de as abordarmos.

Crypto está exageradamente armado, acompanhado por armas e ferramentas futurísticas que farão as delícias dos fãs de ficção científica. Desde um jetpack ao divertido Zap-O-Matic ou o já conhecido Anal Probe, Crypto está preparado para obliterar todos os que se atravessem no seu caminho. Ion Detonator é uma das minhas armas favoritas, uma espécie de lança-granadas espacial com poder suficiente para destruir exércitos inteiros. A violência nem sempre é o caminho preferível e se quisermos conquistar o planeta, teremos de abordar as missões com alguma inteligência, utilizando controlo mental e espionagem a nosso favor.

O nosso alienígena também pode usar PsychoKinesis para manipular objetos, telepatia para ler mentes e implementar ordens nas mentes dos humanos, e no topo das habilidades, o HoloBob, que consegue imitar a aparência de qualquer humano que encontremos. Ao combinarmos esta lista de habilidades, conseguimos facilmente entrar em qualquer local, de feiras a bases militares. Não seríamos um verdadeiro extraterrestre sem a nossa nave espacial e em alguns momentos da campanha, teremos de voar pelos céus à medida que atacamos as forças inimigas.

Destroy All Humans!
Destroy All Humans!Destroy All Humans!Destroy All Humans!

Também podemos usar o disco voador para viajarmos pela América, levando-nos a cada área de interesse. Isto não significa que se trata apenas de um meio de transporte, pois a nave apresenta as suas próprias armas e habilidades que teremos de usar para sobreviver. Do poderoso e destrutivo Death Ray ao icónico Abducto Beam, a nave de Crypto pode ser usada de várias formas. Quantum Destructor, com as suas munições nucleares e efeitos sonoros satisfatórios, é uma das minhas armas favoritas.

É possível melhorar as habilidades e armas do nosso alienígenas através do laboratório da nave. Para tal, é necessário encontrar ADN, que recolhemos ao completarmos missões, ao explorarmos e ao extrairmos os cérebros das nossas vítimas humanas. Seja qual for o método que decidam usar, a vossa recompensar traduzir-se-á em melhorias importantes para Crypto e a sua nave espacial. Por exemplo, podem adicionar uma reação em cadeia para o Zap-O-Matic, facilitando o combate contra grupos de humanos, ou aumentar o tempo de duração do destrutivo Death Ray, ideal para controlar as tropas terrestres, ou ainda novos truques, como a habilidade S.K.A.T.E., que dá a Crypto a possibilidade de deslizar a alta velocidade. O uso de ADN é uma forma perfeita de aumentar a letalidade de Crypto, especialmente nas missões finais, onde a IA se torna mais implacável.

Destroy All Humans!Destroy All Humans!

Ao longo das várias zonas, Crypto irá enfrentar hordas de humanos que o querem aniquilar. Estes inimigos, que vão desde agricultores em Turnipseed Farm a militares na Area 42, vêm em várias categorias que determinam a sua letalidade em combate. Os residentes de Rockwell são menos perigosos, por exemplo, que os agentes da Majestic. Há alguma consistência neste mundo louco.

Existem também tipos de inimigos únicos que se tornam mais presentes à medida que a campanha avança. Estes podem ser mutantes humanos, que foram injetados com ADN alienígena, ou bosses, que aparecem em momentos específicos da campanha. Sem querer estragar possíveis surpresas, posso dizer que os bosses adicionam uma nova camada de desafio à campanha e requerem que abordemos o combate de forma diferente. O maior problema com o combate e os tipos de inimigos é, no entanto, a forma como acabam por ser um desafio menor. Parece que ninguém consegue enfrentar Crypto e ser um verdadeiro perigo, o que faz com que a jogabilidade pareça ser um pouco limitada.

Destroy All Humans!
Destroy All Humans!Destroy All Humans!

Para manter o interesse, Destroy All Humans! apresenta locais que podemos revisitar após as missões principais, onde é possível dar aso à nossa imaginação. Podemos, por exemplo, brincar com o motor de física e causar o maior número de danos possíveis, ou alternar entre missões secundárias. Cada área apresenta uma corrida, uma missão de rapto, uma de aniquilação e outra de destruição, onde existe um sistema de classificação que depende do tempo que demoramos a completá-las. Quanto maior for o número de estrelas, maior será o ADN que recebemos no final de cada missão. Existem ainda colecionáveis espalhados pelas zonas que nos recompensam com mais ADN. Resumindo, a campanha é apenas o início da aventura de Crypto, com o modo Sandbox a oferecer muitos conteúdos aos mais curiosos.

Mas não ficamos por aqui. Se adoram terminar os jogos a 100%, Destroy All Humans! tem uma lista extensa de desafios e extras para completarem. Têm novos fatos à disposição, se concluírem todos os objetivos adicionais de uma missão, como o fato Mootant, um dos meus favoritos, que transforma Crypto num híbrido entre vaca e extraterrestre. Também podem desbloquear concept art, que vos dá um olhar sobre a produção do jogo. No total, Destroy All Humans! apresenta vários motivos para continuarem a jogar e a explorar o seu mundo, o que é fantástico.

Destroy All Humans!

Mas estará este remake à altura do original? A resposta é sim. Destroy All Humans! é tudo o que um remake deve ser, preservando a integridade do original à medida que adiciona novos elementos e moderniza a sua jogabilidade. Ao ser um remake tão próximo do original, funciona tanto para os fãs da série, que reencontram a mesma experiência que jogaram em 2005, como para os novos jogadores, que conseguem experienciar a campanha clássica, mas adaptada para a atualidade.

Existem momentos em que o humor parece ser um pouco datado, missões que se tornam mais repetitivas e uma certa ausência de variedade nos conteúdos adicionais, mas Destroy All Humans! não procura ser algo totalmente novo, mas sim um remake do original, e nesse sentido, a Black Forest Games deve ser elogiada pelo trabalho que fez e por ter mantido a visão da Pandemic. É difícil não gostar deste remake.

Para concluir, Destroy All Humans! é um dos melhores remakes disponíveis. Consegue modernizar todos os aspetos do original e dar aos fãs uma campanha fiel à aventura que vimos em 2005. Entre as armas e habilidades deliciosas e a paródia à América dos 1960s, há muito para descobrir neste clássico revitalizado. É difícil saber se este será um recomeço para a série e se teremos algo inédito no futuro, mas por agora, foi divertido redescobrir Crypto e a sua aventura divertida e explosiva.

Destroy All Humans!Destroy All Humans!Destroy All Humans!

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
08 Gamereactor Portugal
8 / 10
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte


Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.