Português
antevisões
Baldur's Gate III

Baldur's Gate III - Opinião do Acesso Antecipado

Duas décadas depois, Baldur's Gate está de volta, mas ainda em Acesso Antecipado.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Os fãs de Baldur's Gate estão há duas décadas à espera de um novo capítulo da saga RPG, e agora podem finalmente comprar e jogar a versão PC de Baldur's Gate III, mas... antes que o faça, convém esclarecer desde já que se trata de uma versão de Acesso Antecipado. O que isso significa? Que o jogo, embora tenha já bastante conteúdo, está ainda incompleto e repleto de bugs. Ainda assim, quem pagar os € 59,99 agora terá acesso ao jogo final quando eventualmente passar a lançamento definitivo.

Este novo Baldur's Gate está a ser produzido pela Larian Studios, o mesmo estúdio que produziu os excelentes Divinity: Original Sin. E como esses, Baldur's Gate III também permite começar a aventura com uma personagem pré-definida, ou com uma personagem criada de raiz. Esta versão do jogo inclui já seis classes para as personagens, com outras seis planeadas até ao lançamento final, dividindo-se entre diversas variantes dos arquétipos clássicos de guerreiro, mago, e ladrão.

O jogo inclui também oito raças que pode escolher, todas com as suas vantagens e desvantagens peculiares, além, claro, das diferenças cosméticas. Dentro destas raças vai também encontrar sub-categorias, como o tipo de deuses que veneram, e diferentes passados para definir a personagem. Todas estas escolhas vão, de alguma forma, influenciar como é visto pelo mundo e como pode interagir com as outras personagens.

Mesmo faltando várias opções, é já evidente que Baldur's Gate III será um jogo com grande profundidade em termos de criação de personagens, oferecendo muitas possibilidades em termos de história, habilidades, passado, e aspeto. Tudo isto irá determinar vários elementos, como referimos em cima, mas convém não esquecer que a sorte dos dados continua a ser determinante.

Baldur's Gate III

Baldur's Gate sempre foi um jogo enraizado nas regras dos RPG de papel-e-caneta, e este terceiro capítulo não é exceção. Mesmo durante várias ações e escolhas de diálogo, terá de rodar um dado literal que aparece no ecrã, cujo resultado irá determinar o que acontece a seguir. O número necessário para que uma situação lhe seja favorável, vai depender das características e dos atributos da sua personagem. Apreciamos este elemento de certa forma deixado ao acaso, embora também nos tenha trazido à memória alguns momentos traumáticos de XCOM 2, em que perdemos o 'rolar dos dados' mesmo com hipóteses altamente favoráveis.

O jogo está repleto de escolhas para o jogador tomar, e muitas delas com consequências importantes. Não vamos dar exemplos para não estragar momentos de jogo, mas a escolha moral nem sempre é a melhor - e isto quando existe sequer alguma opção moral. Claro que pode também ser um completo sacana e tomar todas as decisões tendo como base o seu próprio interesse pessoal. Independentemente do que escolher, muitas das decisões que tomar terão repercussão no desenvolvimento de várias missões e até da história.

Tratando-se de um jogo ainda em desenvolvimento, com muito trabalho pela frente, é natural que ainda existam vários erros visuais, animações que faltam, problemas com a câmara, e outras falhas semelhantes, mas mesmo considerando tudo isto, Baldur's Gate III apresenta já uma qualidade gráfica impressionante, superior a qualquer outro RPG isométrico no mercado. As personagens são altamente detalhadas, as faces têm animações faciais impressionantes, e os cenários são lindíssimos. Estamos ansiosos para ver o resultado final depois de todo o trabalho e polimento estar concluído.

Em comparação com Divinity: Original Sin 2, o jogo anterior da Larian Studios, Baldur's Gate III apresenta um estilo ligeiramente mais sério, com menor explosão de cores e uma abordagem menos cartoonesca. O mundo de jogo também parece ser maior, sobretudo em termos de verticalidade e de interações. Tal como acontecia com Divinity, muitos elementos do cenário podem ser utilizados pelo jogador para ganhar vantagem, e até pode empurrar algumas personagens que estejam próximas de um abismo. O problema? Se fizer isso não terá acesso ao loot.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Agora o elemento mais controverso: o combate. Baldur's Gate sempre funcionou com um sistema de combate em tempo real, que o jogador podia pausar, de forma a atribuir ordens aos membros da sua equipa. Para Baldur's Gate III a Larian Studios decidiu seguir o percurso que tem vindo a percorrer com a série Divinity, optando antes por um sistema de turnos bem definidos. Alguns fãs manifestaram o seu desagrado com esta decisão, mas não é o nosso caso. Os combates por turnos eram excelentes em Divinity, e continuam a sê-lo aqui.

A experiência de jogo divide-se por isso entre combate, diálogos, e exploração, mas inclui alguns elementos interessantes que o tornam algo peculiar. Um desses elementos é a necessidade de dormir, já que o desempenho das personagens começa a decair, e algumas habilidades só podem ser usadas um determinado número de vezes antes de ser necessário dormir para as recarregar.

A maior parte dos problemas de Baldur's Gate III são resultado do jogo ainda estar a ser desenvolvido, mas também existem outras questões associadas a escolhas de design. O movimento das personagens, por exemplo. Aqui não pode selecionar uma personagem ou duas e comandá-las, só pode comandar a sua personagem, enquanto que as restantes o seguem como um grupo. O inventário também precisa de ser trabalhado, já que ter de navegar os inventários de cada personagem de forma individual sempre que queremos vender algo, é aborrecido.

Mas a principal questão é: vale a pena jogar Baldur's Gate III no seu estado atual? Embora seja fácil perceber que se trata de um RPG com tremendo potencial... não, não o podemos recomendar no seu estado atual, a menos que seja realmente um grande fã de Baldur's Gate. Além de faltar conteúdo, existem demasiados bugs e falhas, incluindo alguns problemas graves - como o facto de uma atualização ter apagado o nosso save de oito horas. Assim, a menos que queira participar em todo o processo de testar o jogo e contribuir com o relato de bugs e feedback, deve esperar pelo seu lançamento final.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
Baldur's Gate IIIBaldur's Gate IIIBaldur's Gate III
Baldur's Gate IIIBaldur's Gate IIIBaldur's Gate III

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte


Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.