Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Gamereactor
análises
Animal Crossing: New Horizons

Animal Crossing: New Horizons - Happy Home Paradise

É a única expansão a pagar de Animal Crossing: New Horizons, mas vale bem a pena.

HQ
HQ

Em 2015 a Nintendo optou por apresentar um jogo algo alternativo de Animal Crossing, mais virado para o design de casas. Esse jogo era Animal Crossing: Happy Home Desginer, que parece ter sido uma das maiores inspirações para Happy Home Paradise, a primeira e única expansão de Animal Crossing: New Horizons. Podem comprá-la por € 24,99, ou como parte da expansão do Nintendo Switch Online, mas independentemente de como escolherem fazê-lo, deixamos desde já a nossa recomendação desta expansão a qualquer fã de New Horizons.

Mas antes de falarmos da expansão em si, convém referir que essa não foi a única novidade de 5 de novembro. Nesse mesmo dia foi lançada a versão 2.0 de Animal Crossing: New Horizons, gratuita para todos os jogadores, que é por si só um excelente motivo para regressar ao jogo. A versão 2.0 introduz elementos como o Brewster's Café, localizado no Museu da Ilha, mas antes de o desbloquearem vão precisar de cumprir alguns requisitos básicos, como ter pelo menos 60 objetos e uma galeria de arte no museu, por exemplo.

Outra novidade da versão 2.0 é Kapp'n, um simpático indivíduo que pode levar os jogadores para outras ilhas com o seu barco. Nessas ilhas podem encontrar vários tipos de recursos, incluindo flora que não existe na vossa ilha. E se por acaso encontrarem a ilha de Harvey, vão saber sobre as suas intenções para abrir um mercado ao ar livre, que podem ajudar a crescer. Existe ainda o salão de Harriet e um novo laboratório para experiências culinárias. Muitas novidades, totalmente gratuitas para quem já tem o jogo.

Embora este conteúdo gratuito acrescente por si só uma boa dose de novidades, Happy Home Paradise acrescenta muitas mais. Depois de instalada a expansão, Tom Nook irá pedir-vos que se desloquem até ao aeroporto, a partir de onde irão viajar para conhecerem Lottie, dona de uma agência que se compromete a construir casas de fériasnum arquipélago repleto de diferentes atóis, cada um com biomas próprias. Depois de chegarem ao escritório de Lottie através da Dodo Airlines, podem tornar-se sócios da agência, e a partir daqui devem tomar conta das casas de alguns clientes.

Animal Crossing: New Horizons

Os clientes vão descrever aos jogadores o tipo de itens que gostariam de ter na sua casa de férias, bem como a localização mais apetecível e a sua estação do ano favorita. Parece um pedido estranho, mas acontece que cada bioma do arquipélago tem também a sua própria estação do ano, permitindo satisfazer esse desejo dos clientes. Depois de encontrarem o local certo, devem começar a decorar o interior e o exterior da casa, tendo sempre em mente os três pedidos do cliente. Dentro desses parâmetros, contudo, terão liberdade para fazerem o que quiserem.

Por exemplo, como um cliente adorava o inverno e gelo, construímos um castelo que parecia saído de Frozen - era um pinguim. Já a crocodilo Alli adora o outono, mas também é grande fã de cogumelos, o que nos inspirou a criar uma cabana a condizer com esses dois desejos. É que embora os pedidos peçam por algum específico, existem tantos itens e possibilidades, que terão sempre liberdade para dar azo à vossa imaginação e criatividade.

Depois de terminarem a vossa criação, podem tirar fotos do vosso trabalho para colocarem no catálogo digital de Lottie, a que poderão aceder via Nook Phone. Através deste aplicativo pode também visitar clientes anteriores, que podem ter novas necessidades, incluindo trocar de mobiliário ou até vender o imóvel. Por vezes querem simplesmente recompensar os jogadores, por um excelente serviço prestado. Ser recompensado pelos clientes é agradável, mas ninguém trabalha de borla, e Lottie irá pagar-vos um salário pelos serviços prestados. É, contudo, um tipo de moeda único, que só podem usar no arquipélago. Seja como for, podem comprar inúmeras coisas no arquipélago para depois levarem para a vossa ilha.

A quantidade de coisas para fazer e conteúdo que Happy Home Paradise inclui é verdadeiramente incrível, além de oferecer uma longevidade impressionante para uma expansão. É um companheiro perfeito para New Horizons, que acrescenta algo novo e diferente do conteúdo base, mas que mesmo assim permite complementar o que já tínhamos antes. O número de itens novos é incrível, e as ferramentas para personalizar as casas são bastante acessíveis.

Tínhamos algumas reservas quanto a Happy Home Paradise, sobretudo porque não gostámos muito de Happy Home Designer de 2015, mas as nossas dúvidas foram esmagadas. Happy Home Designer é uma excelente expansão de New Horizons, que recomendamos a quem está ainda a jogar, ou como motivo para regressar, mesmo depois de meses de ausência. E em cima disto existe ainda a atualização gratuita, que por si só seria um bom motivo para voltar a pegar no jogo. E como soube bem voltar a Animal Crossing: New Horizons.

Animal Crossing: New HorizonsAnimal Crossing: New Horizons
Animal Crossing: New HorizonsAnimal Crossing: New HorizonsAnimal Crossing: New Horizons
09 Gamereactor Portugal
9 / 10
+
Acrescenta imenso conteúdo. Expande genuinamente a experiência de Animal Crossing. Viciou-nos novamente no jogo. Permite expressão criativa.
-
Algumas opções de diálogo são redundantes. Certos aspetos podiam ter sido simplificados.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte