Português
Gamereactor
antevisões
The Witcher 3: Wild Hunt

15 para 2015: The Witcher 3: Wild Hunt

Numa lista de jogos mais aguardados para 2015, The Witcher 3 é presença obrigatória.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

A história de The Witcher 3: Wild Hunt em 2014 pode resumir-se sobretudo em duas notícias. O adiamento original que o atirou de 2014 para fevereiro de 2015, e o adiamento mais recente, que o atrasou ainda mais para maio próximo. Ver um jogo adiado repetidamente é sempre frustrante, sobretudo quando parece tão promissor quanto The Witcher 3, mas se é para que possamos ter o melhor jogo possível, somos a favor. Esperemos no entanto que este seja o último adiamento que teremos de suportar. Segundo a própria CD Projekt Red, o jogo em si e todo o conteúdo já estão finalizados e no lugar próprio. Tudo o que falta agora é limar arestas e resolver os muitos problemas técnicos que um jogo desta dimensão e ambição terá naturalmente.

Mas se custa tanto esperar por um jogo com The Witcher 3, é em parte também porque 2014 trouxe-nos muitos detalhes novos sobre a sua estrutura, jogabilidade e narrativa. E claro, fomos presenteados com aquela magnífica abertura cinemática que podem ver em baixo...

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Durante a E3 de 2014 tivemos a oportunidade de assistir a uma sessão de jogo considerável. No ano anterior isso também aconteceu, onde tivemos a oportunidade de aprender mais sobre o mundo aberto e o conteúdo secundário (que nos pareceu muito interessante). Já esta apresentação deu-nos uma perspetiva mais sólida do arranque inicial da narrativa.

À semelhança do que já tinha acontecido com antecessores, o que mais impressiona em The Witcher 3 é o mundo fantástico que a CD Projekt Red construiu. Embora Geralt esteja obviamente no centro de tudo, existe a sensação de que por trás está um mundo bem construído e real, de que existe uma história que antecedeu estes eventos e que apenas temos direito a visionar a ponta do icebergue que é o mundo desta saga.

Quanto à premissa da história principal, parece-nos para já bastante simples. Geralt está a tentar apanhar a Wild Hunt, um grupo de espectros que tendem a deixar apenas devastação no seu rasto. Tudo isto está ligado a Ciri, uma rapariga com cabelo cinzento que tem um passado com Geralt. Estamos curiosos para ver como tudo se irá desenvolver.

The Witcher 3: Wild Hunt

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Depois da demonstração da E3 (em cima), tivemos a oportunidade de conversar com o Produtor Executivo John Mamais, que comentou a importância e o trabalho que envolve a produção destas demos e também Novigrad, a maior cidade que vão visitar em The Witcher 3.

"Como fazer uma demo de cinco minutos de um jogo que dura 100 horas? É de loucos. Fazer a sequência do grifo não foi fácil [para a demo na conferência da Microsoft], mas fazia sentido mostrar uma caça ao monstro naquele segmento."

Além dessa sequência durante a conferência da Microsoft, a CD Projekt Red também mostrou uma outra demo, que é a sequência seguinte à luta com o grifo, e que nos mostrou Novigrad, a maior cidade do jogo. Mamais também proferiu algumas palavras sobre isso: "Vão perceber que há muita política na cidade. Também vão encontrar alguma caça para os Witcher. E claro, também existem algumas masmorras que terão de explorar. E isso é tudo o que eu posso dizer de momento."

The Witcher 3: Wild HuntThe Witcher 3: Wild Hunt

Durante a Gamescom também tivemos a oportunidade de realizar uma pequena entrevista com o Produtor Stan Just, que falou connosco sobre o trabalho da equipa artística, que está a supervisionar. Segundo Just, a equipa tem "muitas inspirações de lendas e mitologias nórdicas, celtas e eslovenas."

"Também reconhecemos muita criatividade fantástica dos nossos designers de missões. Quanto estão a criar essas missões, estão também a pensar no tipo de monstro que terá cumprido o propósito da missão e dessa parte da história, e nós ajustamos o design a essa criatividade."

"Estamos a ser constantemente avisados pela nossa equipa de tecnologia para baixarmos a resolução das texturas e para termos cuidado com a optimização. Mas sim, temos um nível de definições gráficas altíssimo e temos acesso a equipamento de nova geração, por isso podemos esticarmo-nos um pouco com o jogo." A CD Projekt Red até já libertou os requisitos mínimos e recomendados para The Witcher 3: Wild Hunt, que podem ver aqui.

Mais perto do final de 2014 também surgiram notícias de que The Witcher 3: Wild Hunt terá direito a 16 expansões DLC após o lançamento. E também aprendemos que Ciri, a rapariga que a Wild Hunt e o próprio Geralt estão a procurar, também será jogável. Agora resta esperar que a data de 19 de maio seja suficiente para a CD Projekt Red afinar The Witcher 3 e libertar o que muitos esperamos ser um dos grandes jogos de 2015.

The Witcher 3: Wild HuntThe Witcher 3: Wild HuntThe Witcher 3: Wild Hunt

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte


Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.