15 para 2015: Final Fantasy XV Antevisão - Gamereactor
Português
Gamereactor
antevisões
Final Fantasy XV

15 para 2015: Final Fantasy XV

O jogo que vai recolocar Final Fantasy no caminho certo?

Final Fantasy XV é um caso muito especial, não só pelo que pode significar para o futuro da série, mas por todo o processo pelo qual tem passado ao longo do tempo. Este não é certamente o primeiro jogo que mudou durante o período de produção, mas a duração dessa longa jornada chama obrigatoriamente a atenção.

Trailer de Final Fantasy Versus XIII de 2009

A primeira vez que ouvimos falar do jogo foi numa conferência de imprensa da Square Enix na E3 de 2006. Segundo a Square, a produção do jogo - nessa altura conhecido como Final Fantasy Versus XIII - tinha começado há pouco tempo. O jogo foi concebido como uma parte do projeto Fabula Nova Crystallis, que tinha em Final Fantasy XIII a peça nuclear. Durante os anos seguintes surgiram poucas informações sobre o jogo, e à imagem de The Last Guardian da Sony, só ouvíamos "ainda está a ser produzido, não se preocupem."

Acreditamos que o jogo esteve realmente em produção este tempo todo, embora com uma pequena equipa durante os primeiros anos. Ainda assim, muito mudou entre o anúncio original de 2006 e a segunda revelação, já como Final Fantasy XV, em 2013. Durante este longo período, muitos nomes famosos da série foram associados ao projeto, num momento ou outro, incluindo Tetsuya Nomura (Diretor) e Yoshinori Kitase (Produtor). De momento, porém, é Hajime Tabata (Final Fantasy Type-O) que está a assumir o cargo de diretor, enquanto que Nomura está a olhar por outros projetos da Square Enix, como Kingdom Hearts III.

Final Fantasy XV

Um dos aspetos mais intrigantes de Final Fantasy XV, é o conceito por trás da produção, com o mote "fantasia através da realidade". O facto do mundo de jogo apresentar um cenário tão contemporâneo, mais do que qualquer outro Final Fantasy, é uma evidência desse foco. Isto não significa que não inclui fantasia ou elementos de ficção científica, apenas implica que a história é baseada em fundações ligeiramente mais realistas que no passado. É uma abordagem curiosa, que o separa marcadamente dos antecessores. Outro elemento que tem de ser referido quanto ao mundo de jogo, é que tem um aspeto magnífico. Final Fantasy XV está a ser criado com a nova tecnologia da Square Enix, Luminous Engine, e pelos vistos está a resultar bem. Em baixo podem ver um exemplo disso mesmo, num vídeo que mostra uma das cidades do jogo e uma batalha com um boss massivo.

A Square Enix não tem por hábito repetir sistemas de combate, e para Final Fantasy XV criou o Active Cross Battle System. Uma das maiores novidades é o facto de decorrer em tempo real, sem transições entre a exploração e os cenários de combate. Um dos vídeos libertados durante a última E3, que podem ver no fim do artigo, exemplifica bem como tudo funciona.

Em termos de expetativa e entusiasmo, não tivemos problemas em incluir Final Fantasy XV na nossa lista de "15 para 2015", mas com toda a honestidade, ainda não estamos certos que o jogo será mesmo lançado na Europa em 2015. O facto de estar incluída uma demonstração jogável em Final Fantasy Type-0 HD, dá-nos esperança, mas a Square Enix ainda não se comprometeu totalmente.

Esta demonstração pode ser vital para dar aos jogadores uma ideia mais clara de como irá funcionar o jogo, e em particular, o sistema de combate. À primeira vista parece claramente mais orientado para a ação que outros Final Fantasy, mas existem certamente outros sistemas a funcionar por trás da interface minimalista. Embora cautelosos, sobretudo depois de Final Fantasy XIII, temos grande esperança em Final Fantasy XV.

Final Fantasy XV

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte


Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.